Veneza


     Os funcionários do staff do meu hotel foram unânimes em me avisar para tomar cuidado com pequenos furtos quando andasse por Veneza. Segundo o que me foi dito, em geral esse tipo de coisa ocorre principalmente em aglomerações (você é roubado e nem percebe) e raramente acontece com algum ato de violência associado. Então, fique esperto e evite carregar dinheiro além do que pretende usar naquele dia. Se quiser sair com cartão de crédito, eu sugiro que leve apenas um e com o menor limite disponível.

      Eu carreguei a minha câmera para todos os lados, realmente fiquei atenta, mas não a ponto de ficar estressada e nada fora do comum ocorreu, mas não acredito que tenha sido alertada por mais de uma pessoa do próprio local por nada.

      Fique também atento a ofertas, “de graça”, para um passeio de barco até a ilha de Murano. Foi exatamente isso que um senhor muito distinto me ofereceu, bem ali no meio da Piazza di San Marco e eu obviamente com toda educação recusei e agradeci. O que eu tinha lido antes na NET (uma pena que eu não estou mais conseguindo achar onde, senão eu colocaria um link aqui) é que essas pessoas te oferecem essa “carona” e te levam até uma loja ou fábrica com os tradicionais artesanatos em vidro da ilha. Tudo bem e o que tem de errado nisso? Ninguém dá nada de graça para ninguém, eles cobrariam preços bem acima do normal (então você está pagando a sua passagem) e se você não comprar nada perde a sua “carona” de volta.

dsc03266-copy.jpg    

      De uma beleza única, a Basílica em arquitetura Bizantina é realmente de tirar o fôlego. Uma mistura de muito bom gosto, aonde não faltam arcos, domos, agulhas, belíssimos mosaicos dourados e estátuas de mármore. Seu interior é igualmente belo, mas bem menos reluzente que seu exterior, embora seja completamente adornado por mosaicos dourados. Quando entrar na Basílica olhe para todos os lados inclusive para baixo, o chão feito em mámore é impressionante.

 dsc03306-copy.jpg

    Uma pena não poder fotografá-la por dentro, é proibido, mas na lojinha dentro da Basílica vendem livros de fotografias, inclusive escritos em Português. Não deixe de explorar o interior da basílica e inclusive subir no balcão que dá para Piazza e onde você vai ver de perto os originais e réplicas (obviamente do lado de fora) dos famoso cavalos que adornam o exterior da Basílica e ver uma vista linda de morrer!!!!

dsc03290-copy.jpg

Vários turistas aproveitando a vista que o balcão da Basílica propicia da Piazza di San Marco.

dsc03286-copy.jpg 

Click aqui e visite o site oficial da Basílica

 dsc03279-copy.jpg

dsc03234-copy.jpg      

     Andar por Veneza é bem fácil, todos os pontos turísticos de maior interesse são muito bem sinalizados por placas. Em alguns momentos surgem dúvidas, mas em seguida se acha uma outra plaquinha e retoma o seu rumo. Fora o fato de que ser perder momentaneamente em Veneza é um luxo só.

 dsc03240-copy.jpg

     A Piazza São Marco é de tirar o fôlego e por si só já vale a visita à cidade. Chegue cedo, mesmo fora das altas temporadas ,em se tratando de Itália e em especial de Veneza, é bom estar preparado para encontrar centenas de turistas, que assim como todos nós estão vorazes para ver e conhecer tudo.

dsc03277-copy.jpg 

     Por questões profissionais sempre viajo em outubro, acabo não esquentando muito a cabeça com reservas dos locais que quero visitar, mas a Itália não é assim não!!!! Não cometa o mesmo erro, ser quiser ir ao Palácio do Doges, compre o seu ticket on line e evite as imensas filas. Eu acabei desistindo de visitar o Palácio porque não estava a fim de encarar mais de 2h de fila e perder parte de um dia incrível de sol.  

 dsc03302-copy.jpg     Para escapar das filas, o mais certo mesmo, é comprando o ticket  Secret itineraries in Doge’s Palace ,que tem hora certa para começar e aí todos os que têm os bilhetes tem entrada garantida (em torno de 16,00Euros – Inglês, Italiano e Francês). Para mim ficou pra próxima…. Acho que é até uma boa desculpa para rever a cidade!!!!

Obs: Não alimente os pombos!!!! são vetores de inúmeras doenças e as pessoas em geral não tem noção do perigo a que estão se expondo!!! pode até parecer divertido ficar literalmente coberto por aqueles bichinhos, mas´o risco é real.

tragwhettoo.jpg    

     Foto retirada do blog Europe Calling

 

     Você sabia que o grande canal possui apenas 3 pontes? Você agora deve estar pensando que eu estou plagiando a rádio relógio? (putz, nem sei se isso ainda existe????) Mas se você já tem uma mapa da cidade provavelmente sim……e como fazer quando se quer atravessar de um lado a outro sem se matar de andar ou nadar. A resposta é simples, basta pegar um Traghetto.

Mas o que é um Traghetto? Sendo bem simplista, é como se fosse uma gôndola coletiva , que te leva de um lado a outro do canal , como se você estivesse atravessando uma rua, no caso, o grande canal.  Custa 0,50Euros e existem 7 pontos aonde se pega o Traghetto, são bem visíveis e você não vai ter dificuldade em acha-los.

 

 dsc03328-copy.jpg

 

     É claro que não se pode passar alguns dias em Veneza sem ter o prazer de navegar pelo Grande Canal. Obviamente você pode faze-lo de gôndola e nesse caso eu recomendo que combine antes o preço e o tempo que o passeio vai durar, para evitar surpresas desagradáveis, ou pegue um Vaporetto (ônibus aquático). Se você, como eu, optou pela segunda opção, é uma boa sugestão pegar a linha 1 em San Zaccaria. Para chegar em San Zacaria a partir da Praça de San Marco é só virar a esquerda (se você estiver olhardo para o mar) e caminhar, ainda por cima vai  poder apreciar a ponte dos suspiros……continue caminhando e você vai avistar em poucos minutos o local daonte partirá o seu Vaporetto.

 

dsc03350-copy.jpg

     Aqui em Veneza também tem aquela história de validar Tickets, faça isso antes de embarcar. Preço dos tickets no site oficial da ACTV http://www.actv.it/english/navigazione.php?pagina=tariffe_vaporetto

    

 

dsc03346-copy.jpg

Transportes em Veneza:

 

            Essa foi uma das minhas grandes dúvidas antes de chegar à cidade, que tipo de ticket seria mais apropriado comprar e como seria me locomover numa cidade em que grande parte das vias são canais, de forma rápida e sem desperdiçar dinheiro. Descobri que o transporte público em Veneza é muito bem organizado, mas como nada é perfeito, muito CARO!!!! Tudo que se tem em outra cidade se tem em Veneza adaptada a realidade local, ou seja, se tem aqua-ônibus, aqua-taxi.

            Pesquisando na internet antes da viagem encontrei uma diversidade de tarifas e serviços que me deixaram mais confusa ainda. Como meu hotel era em Veneza Mestre eu tinha certeza que iria necessitar e muito do transporte público. Então, seguindo os conselhos do Staff do hotel decidi explorar a ilha a pé, e descobri que uma vez chegando lá, para o que eu realmente estava a fim de fazer ter um ticket válido para todos os tipos de transportes por 24, 48h não iria me ajudar muito, o melhor mesmo era andar.  

dsc03387-copy.jpg

Segue o link da actv com os preços dos transportes:     http://www.actv.it/english/navigazione.php?pagina=tariffe_vaporetto

            Existe também o Venice card. http://www.venicecard.com/index_eng.jsp ,mas não achei vantajoso. Devo lembrar a todos que essas conclusões foram tiradas baseadas no que eu queria fazer na cidade ,cada caso é um caso, por isso estou colocando os links à disposição.

     Meu trajeto de Viena até Veneza foi feito de avião com uma empresa low fare, como eu já havia mencionado em post anterior. Eu cheguei a conclusão quando estava cotando as minhas passagens que as low fare que servem a região, chegam todas ou pelo menos quase todas pelo Aeroporto de Treviso (30 Km de Veneza) e empresas maiores usam o Aeroporto Marco Polo (10-12kn de Veneza por terra, se não me engano e por água 6km).

     A melhor forma de de se deslocar do aeroporto de Treviso até Veneza Mestre (parte continental) e Veneza é através dos ônibus da ATVO ,custando 5€ ida e 9€ ida e volta. A mesma empresa faz o trajeto do Marco Polo até Veneza, mas aí ,ser ou não vantajoso usar esse serviço vai depender de onde se está hospedado.

     Os ônibus são confortáveis, tem bagageiro e não se paga nada a mais pelo transportes das bagagens……mesmo quem estiver viajando com malões (o que eu desaconselho fortemente). Achar de onde os ônibus saem no aeroporto de Treviso também não foi difícil e tem várias saídas diárias, de forma que mesmo que tenha que esperar não vai ser por muito tempo. Tem parada em Mestre em frente a estação de trens e em Veneza na Piazzale Roma. Compre seu ticket num stand dentro do aeroporto e rapidamente você vai ver os ônibus azuis, normalmente tem uma pessoa que coloca as malas no bagageiro (acho que o próprio motorista)…..agora é só aproveitar você está chegando em Veneza!!!!!

     Fiz minha entrada na Itália no aeroporto de Treviso e até aí tudo bem …..muito simples saí do avião, peguei as malas…fui tudo muito rápido e organizado. Saindo da área de desembarque demos de cara com um utilíssimo stand para orientar turistas mais ou menos perdidos como eu. Recebi todas as orientações, peguei mapas e comprei os tickets do ônibus que mencionei no post anterior (já tinha lido sobre ele em um site super bacana que recomendo muito a visita o Venice for visitors). Desci em frente à estação de trens em Mestre como me haviam orientado….. bem aí ficou tudo um pouco confuso e eu fiquei meio chocada quando eu percebi que seria um pouco difícil a comunicação no velho e bom Inglês……mas como assim???? Não tinha um único cristão nas redondezas arranhado um Inglês básico???? Eu só queria saber aonde era a parada do ônibus que me levaria ao meu hotel!!! “vamo” combinar nada tão difícil assim!!!! Então, imbuída de todo o meu espírito de aventura resolvi apelar para o Português mesmo, e consegui uma “certa” ou “incerta” comunicação, mas que muito me serviu. Descer no ponto certo foi outra aventura, que mobilizou várias pessoas…. uma cena típica de pastelão italiano, mas o esforço foi recompensado afinal estávamos em Veneza e na porta do hotel.  

     Depois do choque lingüístico, foi à vez do choque cultural (se é que se pode separar as duas coisas)…. na Itália eu encontrei 2 tipos distintos de seres humanos: os super amáveis, solícitos ,gentis e prestativos (como o pessoal do ônibus que se desdobrou para estabelecer uma simples comunicação) e o extremo oposto, e por incrível que parece quanto mais próximo dos pontos turísticos mais o indicador de antipatia subia, em compensação o índice de compreensão lingüística também !!!!! Vai entender!!!!

Parafraseando Fernando Pessoa “tudo vale a pena se a alma não é pequena” a beleza da cidade é capaz de apagar qualquer percalço do meio do caminho. Não pense 2 vezes antes de visitar Veneza simplesmente vá!!!!

Próxima Página »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.