Arredores de Paris


     Visitar Giverny é como se você visitando um mundo paralelo , de paz e tranqüilidade. Vou mostrar em poucas fotos porque Giverny é tão impressionante.

monet-copy.jpg

Acima e abaixo o famoso jardim aquático com suas Ninféias, foi retratado em diversas obras e quem quiser ir ao Musée l’Orangerie com seus salões ovais, vai ver que são obras complementares. Não sei se é absoluta verdade, mas ouvi dizer que o próprio Monet planejou os jardins desta casa ,que por sua vez inspirou a tantos famosos quadros do pintor.

monet2-copy.jpg

     No outro post sobre Giverny tem detalhes de como chegar lá e de quanto custa trens ,tickets e etc…..

monet3-copy.jpg

É um passeio que obviamente depende de um templo claro e sem sinais de chuva. Eu saí bem cedo e retornei a Paris por volta das 16h e faminta, deixei para almoçar em Paris mesmo. Mas sugiro levar uma fruta ou sanduíche para comer no caminho de volta (nos jardins ,nem pensar é proibido). Para quem preferir há restaurantes perto da Fundação, não são difíceis de serem encontrados.

monet5-copy.jpg

Infelizmente a casa do Monet não foi incluída no meu roteiro de 5 dias, mas fazendo uma conta de chegar e colocando certas atrações para à noite…..exemplo torre Eiffel, Arco do triunfo , Louvre nos dias que fecha tarde , Musée d’Orsay idem é possível visita-la.

monet6-copy.jpg

monet7-copy.jpg

Nos Posts anteriores eu esqueci de dar algumas informações úteis, lá vão elas:

     Continuando nossa viagem à Versailles……. Saindo da estação do trem (Gare Rive Gauche), não precisa atravessar agora……. é só sair e caminhar mantendo a sua direita até a esquina aonde tem um sinal. Atravesse neste sinal para o outro lado da rua e siga em frente, logo, logo você vai ver o Château. Mais ou menos uns 10 minutos de caminhada. (Dê uma olhada no mapa do ônibus e você vai entender rapidinho)

versailles2-copy.jpg

Comprando os Tickes do museu:

Então, se você tem o Paris Museum Pass só precisa entrar na fila da entrada…..já se você não tem …..vai ter que encarar um fila para a compra dos bilhetes e depois a de entrada.

Evite deixar para ir a Versailles no final de semana , quando as filas são ainda maiores e você vai ter que disputar com os outros turistas um lugarzinho para tirar aquela foto que você tanto queria.

versailles.jpg

Passe válido por 1 dia:

03/Abr – 31/Out

 20 Euros nos dias de semana

25 Euros nos finais de semana e feriados

 Grátis para menores de 18anos

01/Nov a 02/Abr

16 Euros

Grátis para menores de 18anos

obs: Esse passe dá direito a visitar todo o complexo com audio guide incluso. Mas você pode comprar os tickets fragmentados, se você quiser visitar só o Château ou só os domínios da Maria Antonieta. Eu recomendo comprar o passe de um dia ou o Paris museum Pass e conhecer o Château, o Petit Trianon e a Grand Trianon.

     O complexo todo tem em torno de 800 hectares ,você vai precisar se locomover de alguma forma. Existe um ônibus especial, na verdade um sightseeing ,que você sobe e desce quando quiser e que passa pela estação de trem. Custa em torno de 10 Euros.         O trajeto está aí embaixo

versailles_tour_circuit.gif

 Link para o site oficial: http://www.pariscityrama.com/en/versailles_tour

A outra opção é uma espécie de trenzinho ,que custa em torno de 6 Euros e que também oferece a opção de subir e descer quantas vezes quiser, mas não vai até a estação de trem.

Link do site oficial: http://www.train-versailles.com/

Nos 2 casos fique atento aos horários do último ônibus ou trem , caso contrário vai andar bastante….

hartacircuit.gif

Existem também uns carrinhos que podem ser alugados, mas eu francamente não acho uma boa idéia, por que você vai querer apreciar a paisagem e não se estressar com um mapa como eu vi vários turistas fazendo.

O complexo inteiro é lindissímo, mas o que eu mais gostei foi ver a população local usufruindo dos jardins, que são gratuitos…….um final muito nobre, eu só não sei se o Luís XIV ia achar isso também.

versailles3-copy.jpg

Só a título de curiosidade…..Luís XIV mandou construir este grande lago para que ele pudesse navegar e se sentir no mar, para isso ele mandou importar Gôndolas de Veneza.

     Se você pretende ir a Versailles reserve um dia inteiro no seu roteiro, chegando lá cedo e preparado para andar muito!!!!

     Só para nos localizar na História o inicio de construção de Versailles de deu em 1664 ,sob o reinado de Luís XIV, O Rei Sol (seu símbolo era o sol resplandescente presente em várias construções executadas sob suas ordens, inclusive Versailles). Durante seu apogeu Versailles chegou a abrigar em torno de 20.000 pessoas circulando por suas dependências. É verdade que o Palácio foi sendo ampliado ao gosto de seus ocupantes.

    Não podemos esquecer de outra moradora não menos famosa, Maria Antonieta que deixou marcas profundas no local e que também foi responsável ,direta ou indiretamente por ampliações no complexo.

     Mas para quem quer ler mais à respeito do assunto dê uma olhada neste link http://pt.wikipedia.org/wiki/Pal%C3%A1cio_de_Versalhes (achei artigos mais interessantes sobre o Château escritos em Inglês, mas o compromisso deste blog é tentar fornecer informações da melhor forma possível e em Português. Posts com links em Inglês só quando não tem jeito, como por exemplo nos site oficiais dos museus).

Informações práticas:

Como chegar no Château

Na minha opinião a forma mais fácil de chegar a Versailles é de RER (ou seja Trem)

Quando comprar o seu Ticket, compre especificando que quer ir a Versailles e para poupar tempo, compre logo ida e volta. O bilhete tem preço diferenciado como o do aeroporto.

Você deve utilizar o RER linha C ,direção Versailles Rive Gauche

Então, é só você pegar o seu mapinha da rede de Metrô e RER, procurar a estação RER da linha C mais próxima de você e prestar atenção para pegar o trem certo. Versailles fica no ponto final da linha C ,mas essa linha se bifurca, por isso muita atenção!!!!

Neste link você pode facilmente achar o itinerário com todas as indicações de baldeação necessárias inclusive para achar a estação RER mais próxima de você. http://www.ratp.info/touristes/index.php?langue=en&rub=reperer&cat=itineraires

Chegando na estação RER você deve se guiar pelos monitores lá existentes…..para se sentir mais confiante confirme o itinerário com pessoas locais. Mas Se você seguir essas indicações não tem erro

Aguardem o próximo Post por que eu vou falar do Château em si….como visita-lo e ao resto do complexo.

jmonet.jpg    

     Giverny foi umas das residências de Claude Monet ……e provavelmente a favorita. Foi de lá que veio a inspiração para pintar dezenas de quadros famosos. Mesmo para quem tem um pequeno conhecimento sobre a vasta obra de Monet se surpreende andando por lá e reconhecendo de onde saiu um ou outro quadro…….na verdade vários. Foi lá também que o pintor passou seus últimos dias…..longe de ser um lugar triste, reflete apenas  paz.

     A cada estação do ano Giverny é diferente, porque o jardim vai se modificando,com difererentes espécies de plantas dando floradas em épocas diferentes do ano ,ele vai se renovando até chegar o inverno quando a fundação permanece fechada. Uma vez eu vi escrito por outro internauta “não espere grande coisa da casa, não há nada o que se ver…..vale à pena apenas pelo jardim”……não sei se sou fã de carteirinha do Monet, mas eu gostei de conhecer a casa ,ver os objetos e fazer um pouco parte da intimidade dequele lugar.

Vamos as informações Práticas:

Link da Fundação:  http://www.fondation-monet.com/

A fundação Claude Monet está aberta de Primeiro de Abril a 31 Outubro

Das 9:30 às 18:00h , de 3f à Domingo.

 Como Chegar:

Saindo de Paris- Vá a estação St Lazare ( se estiver no metrô suba ao nível da estação) e procure o imenso stand de vendas da SNCS, lá você vai encotrar sempre alguém falando Inglês e dando as indicações corretas e pegue o Trem Paris-Vernon ,desça em Vernon. (acho que existem outras linhas com baldeação em Vernon ,mas o trem que eu usei foi exatamente esse)

Em vernon, saindo da estação, você vai logo ver um ponto de ônibus paralelo a linha do trem, essa linha de ônibus número 240 liga Vernon a Giverny (mais ou menos 15min). A chegada e a partida dos ônibus deste linha são coordenadas com a chegadas dos trêns.  Não se preocupe porque se você conseguiu chegar aqui  até agora é só aproveitar. Junto a você vão haver umas 3 dezenas de turistas indo ao mesmo lugar, qualquer coisa é só perguntar ou seguir o bando.

Duas coisa importantes:

  • Acessando o site oficial SNCS eu não consegui descobrir as tarifas do bilhete de trem, mas pelo que eu me lembro fica em torno de 13 Euros por pessoa ida e volta. O bilhete é parecido com board pass de avião e precisa ser validado e maquininhas azuis na cabeceira de cada plataforma- caso você embarque sem fazer esse procedimento está sujeito a multa. Chegue cedo a estação porque eu não consegui verificar a frequência com que os trens saem da St Lazare para Vernon
  • O ônibus custa (ida e volta) 4 Euros e no momento da compra com o próprio motorista, vai te dar um pequeno folheto com todos os horários……então agora é só relaxar….


Quanto custa:

    Para visitas individuais não se pode fazer reservas

visita Individual

EURO

Criança abaixo dos 7 anos

grátis

Criança abaixo dos 12anos

3 €

estudantes

4 €

deficientes

3 €

Adultos

5,5 €

Necessário reservas

Grupos

EURO

Criança abaixo dos 12anos

3 €

estudantes

4 €

Deficiêntes

3 €

Adultos

4 €

Obs: se depois de ler tudo isso você ficou meio desanimado de enfrentar essa maratona….posso dizer que com toda certeza vale à pena e vencer o desafio também é muito legal.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.